Empreendedorismo feminino: os desafios e contribuições das mulheres nesse cenário

24/11/2020 Equipe SUPERA

A luta das mulheres em termos profissionais tem sido árdua, e também tem estado em evidência nos últimos anos. Mesmo assim, no campo dos negócios, elas ainda são minoria. 

De acordo a pesquisa GEM, que analisa o empreendedorismo no Brasil e no mundo, as mulheres empreendedoras correspondiam, em 2018, a menos da metade (24 milhões) do total de 52 milhões de pessoas que empreenderam no ano.

Esse relatório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), por sua vez, mostrou que, segundo os dados de 2018, a conversão de “empreendedores” (definidos pelo documento como Indivíduos que têm um negócio ou realizaram alguma ação, nos últimos 12 meses, visando ter o próprio negócio) em “donos de negócios” (Indivíduos que estão à frente de um negócio, como empregador ou conta própria) é 40% mais baixa dentro do empreendedorismo feminino, na comparação com os o empreendedorismo masculino.

“Em cada 10 empreendedores (homens) do GEM, 6,5 viram ‘Donos de Negócio’. Em cada 10 empreendedoras (mulheres) do GEM, 3,9 viram ‘Donas de Negócio'”, ressaltou o Sebrae. “Há uma desistência maior no caso das mulheres”, enfatizou a entidade — que ainda destacou que a ala feminina empreende mais “por necessidade” do que os homens e possui, também, maior nível de escolaridade.    

Mas, quais são os desafios para o empreendedorismo feminino no Brasil?

É exatamente sobre isso que falaremos a seguir!

Principais desafios do empreendedorismo feminino no Brasil

Mulher no mercado de trabalho — especialmente em espaços tradicionalmente ocupados por homens — enfrenta diversos desafios, e no campo dos negócios não é diferente.

Um dos grandes obstáculos, nesse sentido, é o preconceito:

“Isto porque, as mulheres ainda sofrem julgamentos desiguais em relação aos homens”, acentuou o Sebrae. “Por sua vez, eles [os homens] ainda são considerados mais competentes em assuntos relacionados a negócios. O que pode ser entendido como efeito da forte influência cultural, construída e reiterada por séculos de história”, explicou a entidade.

“Assim, o ambiente fica, muitas vezes, pouco representativo e convidativo às mulheres para que desenvolvam seus projetos e negócios”, acrescentou o serviço de apoio aos pequenos empreendimentos.

Outros três desafios para o empreendedorismo feminino no Brasil, citados pelo Sebrae, são:

A jornada múltipla

Visto que ainda há uma pressão cultural para que elas sejam as maiores responsáveis pelos cuidados com o lar e com a família. 

A falta de incentivo 

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, as mulheres empreendedoras sofrem com a falta de apoio e aceitação de seus próprios familiares e amigos — “que não confiam no potencial de seus negócios”. 

Isso leva, inclusive, a outro grande desafio para o empreendedorismo feminino…

O abalo na autoconfiança 

Os dados da GEM 2018 mostram que 50,7% das mulheres concordaram que o medo de fracassar não seria um impedimento para que começassem um novo negócio — entretanto, esse percentual é bem mais alto entre os homens: 61,4%.

Além disso, quando perguntadas se possuem conhecimento, habilidades e experiências necessárias para começar um novo empreendimento, 49,2% das mulheres dizem que sim — ante 59,5% dos homens.

Segundo o Sebrae, “as mulheres se mostram mais inseguras nas tomadas de decisão”.

Em contrapartida…

As tradicionais características femininas contribuem para o crescimento do empreendedorismo feminino!

Para o Sebrae, algumas particularidades mais presentes na ala feminina favorecem a gestão dos negócios.

“Por exemplo, as mulheres tendem a aliar sensibilidade, intuição e cooperação com atitudes como coragem, determinação e iniciativa. Isso faz com que desenvolvam habilidades importantes na hora de gerenciar equipe e administrar os negócios“, enfatizou a entidade.

Dentre essas habilidades importantes, o Sebrae apontou:

► A capacidade de as mulheres anteciparem problemas e conduzirem vários processos ao mesmo tempo;

► A boa gestão que elas fazem do tempo — que é resultado de elas precisarem conciliar melhor as atividades profissionais e pessoais; 

► A maior atenção e cuidado que elas têm com os detalhes e com as pessoas — especialmente no que se refere aos clientes, o que também dá a elas mais clareza para a tomada de decisões;

► A valorização que elas dão às relações, o que faz com que foquem na gestão de pessoas — bem como deem mais valor e atenção às habilidades dos colaboradores, por exemplo, o que contribui para o bom clima organizacional do empreendimento; 

► A capacidade de as mulheres se adaptarem e de serem resilientes — visto que, diariamente, precisam enfrentar os obstáculos do empreendedorismo feminino; 

► A maior flexibilidade para resolverem conflitos dentro do ambiente empresarial; 

► A maior tendência de investirem em sua própria formação e capacitação profissional

Gostou desse conteúdo sobre empreendedorismo feminino no Brasil?

Para ficar por dentro de mais assuntos como esse, sobre empreendedorismo e negócios de forma geral, acompanhe as seções “Artigos sobre Franquias” e “Notícias sobre Franquias” no site da Franquia de Escola SUPERA! 

Se você é mulher, quer empreender, e não sabe por onde começar, saiba que nós, do SUPERA, somos apoiadores do empreendedorismo feminino no país. Contamos com diversas parceiras entre nossos franqueados e fazemos questão de prestar todo o apoio a elas nessa caminhada. 

Clique aqui e confira o que elas têm a dizer sobre empreender com a marca SUPERA!

Foto Antônio Carlos - Diretor do Franquia Educacional Supera

Descubra como você
pode ser um franqueado supera

e se torne um empreendedor de sucesso na sua região

Conheça agora mesmo os benefícios e vantagens da Franquia de Escola SUPERA e saiba todos os detalhes sobre os primeiros passos para conquistar sua Realização Pessoal e Profissional

ABRA SUA FRANQUIA SUPERA Contate-nos para maiores informações

Equipe SUPERA

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Nenhum comentário ainda

Nenhum comentário para "Empreendedorismo feminino: os desafios e contribuições das mulheres nesse cenário"

Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha com seu comentário

Ebook Grátis Ganhe o E-book: Breve introdução ao Mercado de Franquias

Newsletter -SUPERANews Franquia

Breve introdução ao Mercado de Franquias

Cadastrando-se gratuitamente no SUPERANews - Franquia!

E receba nossos textos sobre o mercado de Franquias!

    SUPERA PRESENCIAL

    Ginástica para o cérebro

    O SUPERA Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade.

    O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

    SUPERA Online

    O melhor treinamento digital aliado ao melhor curso

    O SUPERA Online lhe oferece um programa personalizado de exercícios para inúmeras habilidades cerebrais como atenção, memória, visão espacial, linguagem e raciocínio lógico.

    Você vai desenvolver seus pontos fracos e aperfeiçoar seus pontos fortes, com as orientações de um coaching virtual, e acompanhar seu progresso ao longo do tempo.

    SUPERA para escolas

    Método de estimulação cognitiva

    Exclusivo para Instituições de Ensino.

    O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

    6650c902aa498