Ginástica para o cérebro, eleições e a educação em 2023

21/09/2022 Isabella

Como entender as eleições e a educação em 2023? Países em desenvolvimento – que já amargavam números ruins em relação aos seus sistemas de ensino, assistiram pioras significativas desses índices nos últimos dois anos – mudanças trazidas pela pandemia e acentuadas por ela.

No Brasil, os números da educação no pós pandemia confirmam esta realidade. Em setembro o Ministério da Educação revelou os resultados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2021, que mostram como a alfabetização foi impactada pela pandemia no país.

eleições e a educação em 2023

Em comparação ao período anterior à Covid-19, a maior queda de desempenho aconteceu com alunos do 2º ano do ensino fundamental — em período de alfabetização — na disciplina de língua portuguesa, segundo o Saeb.

No ano de 2019, a média registrada entre os estudantes foi de 750 pontos; já em 2021, a média caiu para 725,5. Isso significa, pela mostra dessa edição, que quatro em cada dez crianças que fizeram a prova não conseguem ler nenhuma palavra.

“Sob vários pontos de vista, mas sobretudo quando observamos a educação básica, percebemos que as nossas crianças estão cada vez menos dando ao cérebro os estímulos corretos para a idade em que estão. Esses números são muito preocupantes para todas as empresas que trabalham diretamente com a educação, assim como o SUPERA”, pontuou a vice-presidente do SUPERA, Bárbara Perpétuo Barbosa.

eleições e a educação em 2023

Mais cobrança e menos investimento

Paralelo ao cenário, na contramão aos baixos investimentos em educação básica, estão números que retratam a esperança de jovens brasileiros em dias melhores, mesmo neste cenário.

Um total de 98% dos que estão hoje no Ensino Médio nas redes públicas querem uma escola que os prepare para o mercado de trabalho e 9 em cada 10 gostariam de escolher uma área para aprofundar estudos durante a etapa, enquanto apenas 1% afirma que não teria condições de eleger uma área para se aprofundar na última etapa da Educação Básica.

Além disso, a grande maioria acredita que a tecnologia pode melhorar a aprendizagem e 2 em cada 3 jovens querem cursar o Ensino Superior.

Os dados são alguns dos destaques de uma ampla pesquisa de opinião encomendada pelo Todos Pela Educação em parceria com a Fundação Telefônica Vivo, o Instituto Natura e o Instituto Sonho Grande, realizada pelo Datafolha entre 8 de fevereiro e 18 de abril deste ano, com representatividade nacional, regional e para cada uma das 27 Unidades da Federação.

eleições e a educação em 2023

Eleições e a educação em 2023: A conta não fecha

Menor investimento na educação básica e maior cobrança para assertividade nas escolhas profissionais de milhões de jovens.

Para o Diretor Nacional o SUPERA no Brasil, Braitller Lara este cenário explicita o contexto propício para o desenvolvimento pessoal e que aumenta o precedente para iniciativas como a ginástica para o cérebro.

“Quando observamos este cenário entendemos o porquê das iniciativas voltadas ao desenvolvimento pessoal (como a ginástica para o cérebro), conseguirem atender de forma equânime vários públicos – das crianças que não tem esse acesso integral a educação básica aos jovens que precisam ampliar sua cognição para lidar com um cenário cada vez mais complexo. Estamos em um mundo efêmero, que muda a todo instante e o cérebro humano não está preparado para isso”, pontuou.

eleições e a educação em 2023

Eleições e a educação em 2023

Já em um contexto pós pandemia, quando observadas as eleições e a educação em 2023, a pauta do ensino é uma constante para presidenciáveis e candidatos ao legislativo.

Em sabatina realizada pela representante do Todos pela Educação, Priscila Cruz em parceria com o Jornal Folha de São Paulo de 31 de agosto à 1º de setembro, representantes dos principais candidatos à presidência responderam sobre os impactos da pandemia e a necessidade de políticas públicas neste contexto.

A sabatina considerou os principais nomes na disputa, de acordo com as últimas pesquisas. Participaram representantes dos candidatos Simone Tebet, Luiz Inácio Lula da Silva e Ciro Gomes. A candidatura de Jairo Bolsonaro foi convidada, mas não respondeu, segundo os organizadores.

CONFIRA AS ENTREVISTAS AQUI

“O contexto é desafiador: um mundo cada vez mais exigente e crianças ainda iniciando a compensação de um retrocesso que terá consequência alguns anos de sua formação. Estamos convencidos que a ginástica para o cérebro é uma resposta segura neste contexto e seguimos ampliando nossas franquias no Brasil e dando a nossa contribuição enquanto empresa de educação a este contexto”, concluiu a vice – presidente do SUPERA, Bárbara Perpétuo.

Como ser um franqueado SUPERA?

Acesse agora nossos consultores e receba informações sobre o empreendimento SUPERA na sua cidade. Aproveite para empreender neste contexto e mude a educação na sua cidade. Saiba como ser um franqueado SUPERA na sua cidade AQUI

Com informações de CNN Brasil e Todos pela educação

Foto Antônio Carlos - Diretor do Franquia Educacional Supera

Descubra como você
pode ser um franqueado supera

e se torne um empreendedor de sucesso na sua região

Conheça agora mesmo os benefícios e vantagens da Franquia de Escola SUPERA e saiba todos os detalhes sobre os primeiros passos para conquistar sua Realização Pessoal e Profissional

ABRA SUA FRANQUIA SUPERA Contate-nos para maiores informações

Isabella

Gostou desse conteúdo? Deixe um comentário ;)

  • Nenhum comentário ainda

Nenhum comentário para "Ginástica para o cérebro, eleições e a educação em 2023"

Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha com seu comentário

Ebook Grátis Ganhe o E-book: Breve introdução ao Mercado de Franquias

Newsletter -SUPERANews Franquia

Breve introdução ao Mercado de Franquias

Cadastrando-se gratuitamente no SUPERANews - Franquia!

E receba nossos textos sobre o mercado de Franquias!

    SUPERA PRESENCIAL

    Ginástica para o cérebro

    O SUPERA Ginástica para o Cérebro é voltado para todas as pessoas a partir de 5 anos, sem limite de idade.

    O curso potencializa a capacidade cognitiva aumentando a criatividade, concentração, foco, raciocínio lógico, segurança, autoestima, perseverança, disciplina e coordenação motora. As aulas, ministradas uma vez por semana com duração de duas horas, são dinâmicas e contagiantes, com atividades que agradam todo tipo de público.

    SUPERA Online

    O melhor treinamento digital aliado ao melhor curso

    O SUPERA Online lhe oferece um programa personalizado de exercícios para inúmeras habilidades cerebrais como atenção, memória, visão espacial, linguagem e raciocínio lógico.

    Você vai desenvolver seus pontos fracos e aperfeiçoar seus pontos fortes, com as orientações de um coaching virtual, e acompanhar seu progresso ao longo do tempo.

    SUPERA para escolas

    Método de estimulação cognitiva

    Exclusivo para Instituições de Ensino.

    O SUPERA é a mais avançada ferramenta pedagógica de estimulação cognitiva e, portanto, representa um grande diferencial para sua instituição de ensino. Além de ser um excelente recurso de marketing, o método melhora o desempenho dos alunos e eleva os índices de aprovação da sua escola.

    63820994e965a